Como formar um mindset inovador


Quando Marc Andreessen (empreendedor, investidor e presidente da Opsware) quer pensar sobre problemas profundos como o estado da economia e mudanças tecnológicas, ele discute mentalmente com Peter Thiel, Elon Musk e Larry Page - as pessoas que ele diz serem as mais audaciosas que já trabalharam no Vale do Silício. "Eu tenho uma pequena simulação de Peter Thiel. Ele vive no meu ombro, bem aqui. Eu discuto com ele o dia todo."

Ele diz que argumentos imaginários te permitem afiar seu pensamento contra pessoas mais inteligentes que você. "Você quer meio que construir um modelo de como eles pensam e ser capaz de ser objetivo e justo - onde você pode pensar coisas através do ponto de vista deles," ele diz. "Então você tem sua própria visão das coisas. Aí você tenta passar pela sua mente o que você sabe sobre eles e diz: OK, aqui estão as conclusões às quais eles chegariam. Se você dedicar tempo o suficiente a isso, você começa a se tornar capaz de ter essas conversas consigo mesmo. As pessoas podem olhar estranho pra você enquanto isso acontece, mas você tem que entrar nesse diálogo."

Durante a conversa View From The Top com estudantes na Stanford Graduate School of Business, Andreessen compartilhou insights e conselhos sobre o papel da tecnologia em uma economia em mutação, como capitalizar as oportunidades que aparecem ao longo da carreira, e por que as melhores ideias provavelmente já estão lá esperando para acontecer.


Fonte: InstaCarro

Tecnologia não mata empregos

"Há mais empregos no mundo do que nunca,"e os níveis crescentes nunca estiveram maiores. "Então se mudança tecnológica causasse eliminação de empregos, se presume que já teríamos visto isso a essa altura."

A pergunta mais insistente, segundo Andreessen, é como aproveitar o constante estado de fluxo na economia. Carros autônomos, por exemplo, poderiam potencialmente colocar 5 milhões de pessoas envolvidas em trabalhos de transporte fora de seus empregos. E criar 5 milhões de novos postos de trabalho para eles parece impossível, com os ganhos mensais líquidos de trabalho em centenas de milhares."Cinco milhões de empregos parece muito. É muito," diz Andreessen. "Então a resposta real para como você substitui 5 milhões de empregos é: nós já substituímos isso em menos de um quarto [de ano] até hoje."

Começando do ponto de vista que os trabalhos vão mudar - ao invés de desaparecer - significa que você pode focar nas questões mais importantes. "Como nós preparamos as pessoas para serem capazes de tirar vantagem da mudança? Como modificar os trabalhos para as pessoas? Como expandir as oportunidades? A conversa que acho que nós deveríamos ter agora é sobre as coisas que poderíamos fazer para que mais pessoas tenham acesso a todas as oportunidades que a nova tecnologia está criando."

Seja Impiedosamente Mente-aberta Ao longo do curso de uma carreira, você fará uma sequência de apostas, diz Andreessen: "Você fará apostas dos lugares que você escolhe ir e as pessoas com as quais você escolhe trabalhar. Você perderá algumas delas." E assim como nos negócios de Capital de Risco, é inteligente tentar entender a diferença entre dois tipos de erros:

- Erros de comissão - perder tudo o que você investiu em uma companhia - podem ser difíceis, mas você irá superá-los a tempo.

- Erros de omissão - não investir em primeiro lugar - vão te marcar para a vida. "Todo Capitalista de Risco de grande sucesso cometeu erros de omissão dos grandes, de companhias que eles tiveram a chance de investir, que eles deveriam ter investido, e não investiram. Aposte, perca 1X. Não aposte e perca possivelmente 1.000X."

Por que nós cometemos esses erros de omissão com tanta frequência? "Acontece quase sempre porque nós temos uma teoria sobre o porquê de alguma coisa não funcionar. Você desenvolve uma ideia, então olha para todas as evidências que a apoiam e ignora todas as evidências que a contestam. Você fica preso nas suas ideias." Esse mindset trabalha contra você, avisa Andreessen, porque o que não funcionou no passado pode funcionar agora. "Só porque o MySpace não alcançou os níveis de escala do Facebook não significa que o Facebook não seria capaz. Então você sem que ser impiedosamente mente-aberta, disposto a reexaminar suas suposições. Você tem que tirar o ego das ideias, o que é uma coisa muito difícil de fazer."


Marc Andreessen

Prevendo o Futuro Andreessen diz que a maior parte das boas ideias é óbvia. Elas apenas podem não funcionar logo de cara. Antes do iPad ser um grande sucesso, por exemplo, o Newton foi um fracasso. Ao invés de perder tempo analisando demais se alguma coisa funcionará, tente perguntar o que acontecerá se der certo.

"Vamos apenas supor por um momento que carros autônomos realmente funcionem. Quais são as consequências disso? Carros mudaram fundamentalmente nossa ideia da geografia de casa e trabalho. Antes dos carros, as pessoas viviam na cidade para ficar perto de seus trabalhos. Então carros criaram os subúrbios, e consequentemente a viagem diária. Todos nós sentamos aqui 80 anos depois desejando que ninguém tivesse pensado nisso. Todos nós odiamos isso. É tudo uma perda de tempo." Mas carros autônomos podem recuperar esse tempo. "De repente você pode ter a ideia de que uma viagem diária de uma hora é na verdade um grande privilégio porque ao invés de dirigir, ter que sentar, focar e ficar no trânsito, e se seu carro fosse uma sala de estar ambulante? E se você pudesse gastar esse tempo brincando com seu filho ou lendo as notícias ou vendo TV, ou realmente trabalhando porque você não tem que se preocupar em dirigir?"

Isso abre uma nova série de questões. Se você puder passar um pouco do seu tempo de sono dormindo no carro, a geografia das mudanças diárias da vida e os ambientes urbanos podem se tornar muito, muito maiores. Se um carro pode ser um escritório ambulante, "quais seriam as consequências em termos de como essas companhias constróem isso? Qual seria a infraestrutura para apoiar esse tipo de coisa? Qual tipo de sinais precoces mostram que aquele tipo de coisa está começando a acontecer ou não?"

Comece a ver essas questões, e você pode começar a "traçar uma visão de como o futuro se desdobrará," aconselha Andreessen.


75 visualizações