Como turbinar a sua criatividade na rotina de trabalho


Lembra do seu primeiro dia de trabalho? Você estava animado. Havia novas pessoas para conhecer, novas habilidades para aprender, novos processos ou produtos para entender.

Se você é como a maioria das pessoas, alguma coisa era diferente ali - você. Quando você não teve certeza ou não entendeu algo, você fez perguntas, persistentemente. Você comparou o que era para fazer nesse trabalho com o que já havia feito no passado, e fez sugestões. Você observou o que seus novos colegas estavam fazendo e avaliou o que viu. Como uma nova pessoa, você se sentiu encarregado de olhar para as coisas de forma diferente e fazer perguntas - aquilo era um sinal da sua criatividade.

Contratar gerentes é procurar por pessoas que podem avaliar uma função e recomendar mudanças. Eles sabem que novas pessoas com novas ideias podem trazer energia e criatividade para o ambiente, não importa o nível do trabalho.

Todo mundo é criativo quando está de frente para novos problemas ou novas ideias a pensar. Não é só para poucos e talentosos, ou para pessoas do meio artístico. As pessoas são naturalmente criativas e inventivas, mas criatividade pode ir embora quando você fica entediado ou sem coragem.


Os primeiros meses em qualquer trabalho podem ser tão exaustivos quanto empolgantes, então as vidas profissionais entram naturalmente em um ritmo depois de um tempo. Esse ritmo pode virar uma rotina, e as pessoas em rotina podem desenvolver hábitos que matam a criatividade.

Você está em uma rotina que destrói a criatividade? Faça a si mesmo essas cinco perguntas:

  • Existe um padrão recorrente nos seus dias de trabalho - o que você faz, com quem você encontra?

  • Você sente que é importante concordar com seus colegas e chefes ao invés de lidar com eles?

  • Você vê obstáculos para novas ideias e novas maneiras de fazer as coisas?

  • Você se vê dizendo "Isso não vai funcionar. Já tentamos muitas vezes antes" ?

  • Você pensa "Não importa o que eu faça. Eles não ligam" - mesmo quando você não tem certeza sobre quem são "eles"?

Se você respondeu sim, você pode ter se permitido aceitar padrões de pensamento e comportamento que estão minando sua criatividade. Pode ser verdade que existem obstáculos em todos os lugares, ou que "eles" não ligam, mas isso não é importante. O que é importante é que você parou de pensar respostas criativas para a sua situação atual.


Sim, você poderia fazer aula de aquarela, mas isso pode ou não se traduzir em criatividade no trabalho. Aqui estão algumas sugestões para que aquela essência criativa flua novamente:

  • Pense novo. Conheça novas pessoas no trabalho. Fale com novos clientes. Peça por novas tarefas. Aprenda alguma coisa nova - um programa novo, um produto novo, um novo processo. Se você faz alguma coisa nova todo mês, você não vai apenas adicionar isso ao seu currículo; você vai se revigorar.

  • Procure por intersecções. Muito da criatividade acontece nos cruzamentos de diferentes pessoas com ideias diferentes. Procure lugares onde seu departamento cruza com outros departamentos. O que eles fazem que ajuda no seu departamento? Isso atrapalha? Se voluntarie para qualquer atividade cross-funcional que puder, seja um dia de serviço ou uma nova equipe de produto.

  • Capitalize obstáculos. Lembre da frase "Necessidade é a mãe da invenção"? Bom, é verdade. Cada obstáculo é uma oportunidade para pesquisar e analisar. Por que isso está lá? A quem isso serve? Quais são os efeitos? Quais são os outros jeitos de conseguir os resultados que estamos procurando? Comece selecionando obstáculos que você pode mudar, e avance a partir disso. Você irá construir uma reputação como solucionador de problemas.

  • Compartilhe o que sabe. Nada faz com que você clareie seus pensamentos como compartilhar o que sabe, quer seja um post de blog, uma sessão de treinamento ou como mentor. Procure essas oportunidades. Se voluntarie. Você ficará surpreso como isso fará com que você se sinta engajado e feliz.

Há uma maneira generalizada de pensar sobre a diferença entre hábitos que esgotam sua criatividade e hábitos que a fazem brilhar. Hábitos que esgotam sua criatividade deixam você apenas "fazendo coisas". Não existe "você" no trabalho, apenas transações. Quando você desenvolve hábitos que realçam sua criatividade no trabalho, você faz com que o trabalho seja seu. De certa maneira, você estará acima do trabalho, o fazendo melhor, mais interessante, mais eficaz e contribuindo para uma versão melhor de você. Essa é a diferença entre alguém que é só um funcionário e quem é um profissional.

[Traduzido e adaptado de Harvard Business Review]

#criatividade #designthinking #inovação #gestãodainovação

0 visualização