A invenção da bicicleta e os 3 filtros do Design Thinking


Hoje, dia 4 de novembro, é comemorado o Dia do Inventor. Por conflitos nos registros históricos, existem divergências sobre quem foram os responsáveis por criar muitas coisas que usamos hoje. Os carros, aviões, e até bicicletas têm algumas versões diferentes sobre suas criações.


Santos Dumont, o inventor do avião e do relógio de pulso

A história que escolhemos para homenagear este dia começa na Alemanha, em 1817. Naquela época o principal meio de transporte dos cidadãos europeus eram os cavalos, tanto individualmente, quanto puxando carroças. O problema é que naquele ano acontecia a escassez de alimentos na Europa devida à fraca colheita e acabou tornando-se muito caro alimentar os cavalos. Muitos deles morreram e seus donos ficaram sem meio de locomoção.

Foi então que o barão Karl Drais inventou um velocípede chamado de laufmaschine ("máquina corredora", em alemão).


O primeiro velocípede tinha tamanho equivalente ao de uma bicicleta infantil, era feito de madeira, pesava 15 quilos e tinha rodas aro 24. O modelo não tinha pedais e os usuários deveriam empurrá-lo com os pés.

A "máquina corredora" evoluiu e se tornou a bicicleta que conhecemos hoje. Por isso, o barão Karl Drais é considerado o inventor da bicicleta.

Mais do que simplesmente uma invenção, a bicicleta foi uma inovação que surgiu a partir de uma necessidade. A solução para o problema de mobilidade, da morte de animais usados como meio de transporte não era ter mais alimentos, ou mais cavalos: era a criação de uma nova maneira de se locomover, mais barata, duradoura e fácil de manter.

É isso o que fazemos nos processos de inovação: observamos o usuário, praticamos empatia, percebemos a necessidade para depois chegar a uma solução.


Esta abordagem completa os 3 filtros do Design Thinking: desejabilidade, que é o desejo do usuário em ter um meio de transporte mais acessível; praticabilidade, algo fácil de se entender e usar; e viabilidade, técnica para se construir algo, que neste caso foi feito combinando as rodas das carroças com o dorso de um cavalo.

Estes filtros aplicam-se a todos os projetos e invenções que impactam a sociedade. Por estes motivos escolhemos a bicicleta como símbolo e metáfora de nossas soluções do iLabs, e também porque coincidentemente iniciamos nossas atividades no dia 12 de Junho de 2017, extamente 200 anos após a primeira volta do barão Drais em seu invento.

#designthinking #design #centradonousuário

42 visualizações